Aprenda a registrar investimentos em Fundos Imobiliários no Imposto de Renda!

*ATENÇÃO: As informações aqui contidas são apenas um guia. Conheça a legislação oficial ou consulte um profissional para fazer sua declaração de Imposto de Renda.

Toda pessoa que fizer qualquer operação com Fundos de Investimento Imobiliário deverá preencher a Declaração Anual de Imposto de Renda, mesmo que seja isenta de pagar imposto.

Investimentos em Renda Variável como Ações e Fundos de Investimento Imobiliário exigem um controle maior pelo investidor para conseguir obter os valores corretos a serem registrados no Imposto de Renda. O artigo “Controlando seus investimentos” irá lhe ensinar uma maneira prática e simples de fazer esse controle.

Com o seu controle e os Informes de Rendimento das empresas em mãos, registrar todas as informações será bem simples.

Basicamente, você deve registrar:

  • Os Fundos que possui
  • O resultado das operações que fez durante o ano
  • Os valores recebidos em Rendimento

Registrando os FII em Custódia no Imposto de Renda

Para cada FII cuja cota você possui você deverá fazer um lançamento na aba “Bens e Direitos” com o código “73-Fundos de Investimento Imobiliário“.

  • Faça um lançamento para cada Fundo
  • Especifique a quantidade, o tipo, o nome do fundo, o CNPJ do fundo, o nome da corretora e o CNPJ da corretora
  • Especifique o valor total que você pagou pelas cotas (incluso corretagem e taxas da Bolsa)

IR bens e direitos-FII

Algumas pessoas também optam por discriminar o Preço Médio (valor total pago pelas cotas dividido pelo número de ações).

O registro dos seus fundos na aba “Bens e Direitos” demonstra o seu patrimônio investido em FII e qual o valor pago por ele para, no caso de alguma venda, calcular o lucro ou prejuízo.

O valor registrado não tem relação com a cotação dos FII no final do ano, mas sim com o preço que o investidor pagou pelas cotas.

Registrando Amortizações e Subscrições de FII no Imposto de Renda

AMORTIZAÇÕES

Não existe regra bem definida para o registro das amortizações que alguns FII realizam.

Amortizações são como devoluções do dinheiro que o investidor aplicou no fundo, por isso não consideradas como rendimento.

A alternativa mais conservadora é descontar o valor recebido em amortização do valor total das cotas de FII que você possui, registrando o valor final na aba “Bens e Direitos

Por Exemplo;

  • Um investidor possui 10 cotas de um FII compradas a R$10,00. Seu patrimônio constitui-se de 10 cotas num valor total de R$100,00.
  • O FII paga uma aortização de R$1,00 por cota. O investidor recebe no total R$10,00 em amortizações
  • O valor final a ser registrado será de 10 cotas num valor total de R$90,00 (100 menos os 10 em amortização)

SUBSCRIÇÕES

Ao exercer uma subscrição, o investidor está na verdade comprando mais cotas, por isso basta computar com uma nova compra no seu patrimônio total.

No caso de negociação dos direitos de subscrição, o resultado da operação deve ser apurado mensalmente da mesma forma que a negociação de cotas de FII.

Registrando o resultado das operações com FII no Imposto de Renda

Quem compra e vende FII, deve fazer uma apuração mensal dos resultados de suas operações para verificar se terá de pagar Imposto de Renda. Aprenda a fazer esse controle lendo o artigo “Imposto de Renda nas operações com FII”.

Na Declaração Anual, na seção “Renda Variável“, aba “Operações Fundos Invest. Imob.”, deverão ser lançados os resultados obtidos em cada mês.

  • Digite o resultado líquido de cada mês
  • Complete na primeira linha, segunda coluna, caso tenha trazido um prejuízo no ano anterior
  • O restante dos campos será preenchido automaticamente
  • Complete na última coluna quanto você pagou de imposto em cada mês

O programa automaticamente registrará seus ganhos totais no ano na aba “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva“, no item “05-Ganhos líquidos em renda variável

Se você faz operações com FII, registrar lucros e prejuízos na Declaração Anual irá permitir-lhe compensar no próximo ano os prejuízos ocorridos neste ano.

Vendas de FII não possuem isenção para nenhum valor. Por isso, se você tiver feito qualquer venda, mesmo que tenha tido prejuízo, preencha o Imposto de Renda.

Registrando os valores de Rendimentos de FII no Imposto de Renda

Rendimentos de FII recebidos por Pessoa Física são isentos se atender aos seguintes critérios:

  • O investidor não possuir 10% ou mais das cotas do Fundo
  • O Fundo deverá ter no mínimo 50 cotistas Pessoas Físicas
  • Ter suas cotas exclusivamente negociadas em Bolsa ou mercado de balcão organizado

Na prática a grande maioria dos investidores atenderá a estes critérios.

Registre o valor recebido em Rendimentos na aba “Rendimentos isentos e não tributáveis“, item “26-Outros“.

  • Faça um lançamento para cada Fundo de que recebeu Rendimentos
  • Registre o nome e CNPJ conforme o Informe de Rendimentos (Fique atento: Poderá ser o do Fundo ou o do Administrador)
  • Registre o valor total de Rendimentos recebidos do fundo no ano
  • Coloque no campo “Descrição” uma breve explanação como: Rendimentos FII ABCD11

IR Quadro Auxiliar - novo - FII

Compartilhe este artigo:

TwitterFacebookGoogle+BufferPin It