Garanta o seu sono tranquilo!

Nenhuma pessoa é capaz de saber com certeza o que vai acontecer no futuro e se planejar adequadamente. Especialmente quando se trata de dinheiro.

Sempre surge uma situação inesperada, como um problema de saúde ou alguma oportunidade imperdível que fará você desejar ter dinheiro em mãos. É nessas horas que você se verá numa situação complicada e estará propenso a fazer dívidas ou a agir sem pensar, comprometendo anos de planejamento e poupança.

A Reserva de Emergência é uma quantia de dinheiro de fácil acesso que visa lhe salvar nestas situações, evitando que você contraia dívidas ou precise usar dinheiro dos seus investimentos de forma não planejada.

QUANTO DINHEIRO MANTER NA RESERVA DE EMERGÊNCIA?

O tamanho da Reserva de Emergência irá variar de pessoa para pessoa, mas você deve começar com pelo menos o equivalente a três meses de despesas.

A partir daí avalie a sua situação. Por exemplo:

  • Se você é um funcionário sem estabilidade, talvez seja melhor ter um valor suficiente para lhe manter durante o período em que estiver procurando emprego caso fique desempregado
  • Se você é autônomo ou dono de um negócio e não tem uma renda estável, mantenha um valor suficiente para que não tenha que se endividar caso não tenha renda ou tenha prejuízo

A Reserva de Emergência não deve ser excessivamente grande e nem muito reduzida. Encontre um valor que lhe deixe confortável.

Lembre-se que o dinheiro da Reserva de Emergência não é investimento, ele é dinheiro que você tem em mãos para possíveis eventualidades. A quantia não pode ser grande a ponto de você ficar se preocupando que o dinheiro poderia estar rendendo se estivesse investido.

ONDE MANTER A RESERVA DE EMERGÊNCIA?

A Reserva de Emergência é para momentos inesperados, os quais você não pode planejar. Por isso, é importante que ela tenha liquidez imediata.

A forma ideal de Reserva de Emergência seria ter o dinheiro em mãos. Mas como ninguém quer ficar com milhares de reais em casa desvalorizando, a Reserva de Emergência pode ser mantida na Poupança, onde o valor terá um pequeno rendimento mas a liquidez é imediata, facilitando o seu acesso ao dinheiro em caso de urgências.

Lembre-se que a Reserva de Emergência não é investimento. Não adianta ficar se preocupando onde você pode deixar o dinheiro da Reserva de Emergência investido para ganhar mais enquanto não usa.

O fator determinante para decidir onde você deve manter sua Reserva de Emergência é a liquidez.

QUANDO USAR A RESERVA DE EMERGÊNCIA?

Use sua Reserva de Emergência em situações inesperadas em que você se veja com necessidade de ter dinheiro em mãos. Se passar pela sua cabeça fazer uma dívida ou retirar dinheiro dos seus investimentos, é hora de usar a Reserva de Emergência.

Use sua Reserva em situações que exijam dinheiro na hora. Às vezes não dará tempo do dinheiro que você pretendia utilizar cair na sua conta para fazer o pagamento. Utilize o dinheiro da sua Reserva de Emergência e depois reponha com aquele valor que você pretendia usar anteriormente.

Após utilizar sua Reserva de Emergência, lembre-se sempre de repor o dinheiro que utilizou, mantendo sua Reserva dentro do valor que você estipulou.

Continue aprendendo a analisar investimentos lendo o artigo “Tipos de Investimento”.

Compartilhe este artigo:

TwitterFacebookGoogle+BufferPin It