Previdência Privada

A previdência privada visa proporcionar ao investidor um complemento de renda no futuro, como uma espécie de aposentadoria extra.

Na prática, consiste em um contrato junto a uma seguradora, em que ocorre o pagamento de parcelas periódicas, cujo valor é depositado em um fundo de investimento (que pode ter perfil desde conservador a arrojado).

TIPOS DE COBERTURA

  • RENDA POR SOBREVIVÊNCIA:

    renda paga após um prazo estipulado ao participante do plano.

    • RENDA MENSAL VITALÍCIA:

      renda paga até a morte do participante.

    • RENDA MENSAL TEMPORÁRIA:

      renda paga durante um período determinado ou até a morte do participante caso esta ocorra antes.

    • RENDA MENSAL VITALÍCIA COM PRAZO MÍNIMO GARANTIDO:

      renda paga até a morte do participante ou, caso esta ocorra antes, durante um período mínimo para o beneficiário declarado pelo participante.

    • RENDA MENSAL VITALÍCIA REVERSÍVEL AO BENEFICIÁRIO INDICADO:

      renda paga até a morte do participante e, após essa, um percentual será pago ao beneficiário indicado até a sua morte.

    • RENDA MENSAL VITALÍCIA REVERSÍVEL AO CÔNJUGE COM CONTINUIDADE AOS MENORES:

      renda paga até a morte do participante e, após essa, um percentual será pago ao cônjuge até a sua morte ou aos filhos menores de idade até a maioridade.

    • RENDA MENSAL PRO PRAZO CERTO:

      renda mensal a ser paga durante prazo determinado pelo participante que será revertida ao beneficiário em caso de morte e seguirá para seus sucessores até que finde o prazo.

  • RENDA POR INVALIDEZ:

    renda paga no caso de invalidez e impossibilidade de trabalhar.

  • PENSÃO POR MORTE:

    renda paga ao beneficiário indicado por quem fez a previdência no caso de morte deste.

  • PECÚLIO POR MORTE:

    valor em dinheiro pago de uma única vez ao beneficiário indicado por quem fez a previdência no caso de morte deste.

  • PECÚLIO POR INVALIDEZ:

    valor em dinheiro pago de uma única vez no caso de invalidez de quem fez a previdência.

TIPOS DE PREVIDÊNCIA

A Previdência complementar pode ser aberta ou fechada:

  • ABERTA:

    Qualquer pessoa pode ter acesso a esse tipo de Previdência

  • FECHADA:

    Somente pessoas ligadas a determinadas empresas, associações e sindicatos que ofereçam a Previdência podem ter acesso

TIPOS DE PLANOS DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

  • PLANO GERADOR DE BENEFÍCIOS LIVRE (PGBL):

    Nesse tipo de Previdência o cliente tem a opção de escolher entre fundos que aplicam em renda fixa ou outro tipo de investimento, porém sem garantia de rentabilidade. As contribuições anuais podem ser deduzidas do Imposto de Renda até o limite de 12% da renda bruta (desde que também contribua para o INSS ou regime próprio de previdência) e o imposto incide sobre todo o montante aplicado.

  • FUNDO DE APOSENTADORIA PROGRAMADA INDIVIDUAL (FAPI):

    Nesse tipo de Previdência o cliente tem a opção de escolher entre fundos que aplicam em renda fixa ou outro tipo de investimento, porém sem garantia de rentabilidade. As contribuições anuais podem ser deduzidas do Imposto de Renda até o limite de 12% da renda bruta e o imposto incide sobre todo o montante aplicado.

  • PLANO COM REMUNERAÇÃO GARANTIDA E PERFORMANCE (PRGP):

    Nesse tipo de Previdência o cliente não tem a opção de escolher onde o dinheiro será aplicado, porém tem garantia de rentabilidade formada por taxa de juros e índice de atualização de valores. As contribuições anuais podem ser deduzidas do Imposto de Renda até o limite de 12% da renda bruta e o imposto incide sobre todo o montante aplicado.

  • PLANO COM ATUALIZAÇÃO GARANTIDA E PERFORMANCE (PAGP):

    Nesse tipo de Previdência o cliente não tem a opção de escolher onde o dinheiro será aplicado e nem tem garantia de rentabilidade, porém garante a correção do valor por algum índice de atualização. As contribuições anuais podem ser deduzidas do Imposto de Renda até o limite de 12% da renda bruta e o imposto incide sobre todo o montante aplicado.

  • PLANO COM REMUNERAÇÃO GARANTIDA E PERFORMANCE SEM ATUALIZAÇÃO (PRSA):

    Nesse tipo de Previdência o cliente não tem a opção de escolher onde o dinheiro será aplicado, porém tem garantia de rentabilidade de uma taxa de juros anual sem atualização por índice. As contribuições anuais podem ser deduzidas do Imposto de Renda até o limite de 12% da renda bruta e o imposto incide sobre todo o montante aplicado.

  • PLANO DE RENDA IMEDIATA (PRI):

    Nesse plano, haverá uma contribuição única e a pessoa passa a receber um renda a partir daquele momento.

  • PLANO DE VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE (VGBL):

    Esse plano é na verdade um seguro de vida com características de Previdência Privada. Nele, o cliente tem a opção de escolher entre fundos que aplicam em renda fixa ou outro tipo de investimento, porém sem garantia de rentabilidade. As contribuições anuais não podem ser deduzidas do Imposto de Renda.

CARACTERÍSTICAS PGBL FAPI PRGP PAGP PRSA PRI VGBL
OPÇÃO DE INVESTIMENTO SIM SIM NÃO NÃO NÃO NÃO SIM
RENTABILIDADE GARANTIDA NÃO NÃO SIM NÃO SIM NÃO NÃO
CORREÇÃO NÃO NÃO SIM SIM NÃO NÃO NÃO
DEDUÇÃO DO IR SIM SIM SIM SIM SIM NÃO NÃO
PORTABILIDADE Para PBGL ou planos tradicionais Para FAPI Para PBGL ou planos tradicionais Para PBGL ou planos tradicionais Para PBGL ou planos tradicionais Para PBGL ou planos tradicionais
IMPOSTO Incide sobre o montante resgatado Incide sobre o montante resgatado Incide sobre o montante resgatado Incide sobre o montante resgatado Incide sobre o montante resgatado Incide sobre o montante resgatado Incide sobre o rendimento

COMO ESCOLHER UM PLANO DE PREVIDÊNCIA?

TRIBUTAÇÃO NOS PLANOS DE PREVIDÊNCIA PRIVADA: PROGRESSIVO OU REGRESSIVO?

PLANO GERADOR DE BENEFÍCIOS LIVRE (PGBL)

FUNDO DE APOSENTADORIA PROGRAMADA INDIVIDUAL (FAPI)

PLANO COM REMUNERAÇÃO GARANTIDA E PERFORMANCE (PRGP)

PLANO COM ATUALIZAÇÃO GARANTIDA E PERFORMANCE (PAGP)

PLANO COM REMUNERAÇÃO GARANTIDA E PERFORMANCE SEM ATUALIZAÇÃO (PRSA)

PLANO DE RENDA IMEDIATA (PRI)

PLANO DE VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE (VGBL)

Compartilhe este artigo:

TwitterFacebookGoogle+BufferPin It