INVE$TINDO

Aprenda a investir de forma simples e rápida!

Índice de Preços

O que são índices de preços?

Os índices de preço são utilizados como parâmetros de avaliação da inflação.

O critérios de cada índice variam, mas, de maneira geral, eles funcionam da seguinte maneira:

  • Define-se qual setor da economia deseja-se avaliar;
  • Selecionam-se os bens, serviços e regiões que acredita-se representarem melhor tal setor;
  • Atribui-se um peso de participação para cada fator dentro do índice;
  • Efetua-se a medição periódica dos preços; e
  • A diferença apurada será a variação do índice para o período.

A medição através de índices apresenta algumas desvantagens:

  • Reflete a variação apenas de determinado setor da economia ou da população; e
  • Pode ser manipulado através dos pesos definidos para cada preço dentro do índice.

Assim, existem diversos índices, cada um utilizado para fins econômicos específicos.

Há índices que avaliam a variação de preços para a indústria, o produtor rural, pessoas de alta renda, pessoas de baixa renda, mercado imobiliário, etc.

Neste artigo discutiremos alguns dos índices mais comuns.

IPCA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) é um índice que calcula variação de preços de diversos produtos e serviços conforme um critério pré-estabelecido. Quem calcula o IPCA é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para que serve o IPCA?

O IPCA é adotado pelo governo brasileiro como o índice oficial de inflação. Isso significa que a política econômica do governo considera as variações do IPCA para avaliar suas metas de inflação.

Como se calcula o IPCA?

Você pode encontrar a fórmula completa do cálculo no site do IBGE. De forma geral, o IPCA tem as seguintes características:

  • As informações são coletadas no período do dia 1 ao dia 30 do mês de referência.
  • Abrange as famílias com rendimentos mensais compreendidos entre 1 e 40 salários mínimos, residentes nas áreas urbanas das regiões pesquisadas.
  • Abrangência geográfica: regiões metropolitanas de Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Vitória, Porto Alegre, Brasília e municípios de Goiânia e Campo Grande.
  • Os dados são obtidos em estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços, concessionárias de serviços públicos e domicílios (para levantamento de aluguel e condomínio).
  • Para o cálculo, considera os seguintes grupos de despesas: Alimentação e Bebidas, Habitação, Artigos de Residência, Vestuário, Transportes, Saúde e Cuidados Pessoais, Despesas Pessoais, Educação e Comunicação.

IPCA e o Investidor

Observando as características do cálculo do IPCA é possível notar que ele abrange somente um determinado grupo de pessoas, produtos e regiões. Como resultado, este índice nem sempre reflete a realidade de todos.

No entanto, por se tratar do índice oficial de inflação do Brasil, o IPCA também será utilizado como fator de correção para:

  • Reajuste de contratos;
  • Reajuste de financiamentos; e
  • Reajuste de mensalidades.

Além disso, o IPCA pode ser utilizado como o índice de correção inflacionária em alguns ativos financeiros tais como:

  • Tesouro IPCA + (NTNB e NTNB Principal);
  • Algumas debêntures; e
  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

O investidor também pode utilizar o IPCA para calcular o rendimento real das suas aplicações e verificar se tem conseguido rendimentos capazes de resguardar o valor do seu dinheiro frente à inflação.

Variações

IPCA-15

Difere do IPCA apenas no período da coleta de dados, que ocorre do dia 16 do mês anterior até o dia 15 do mês de divulgação.

IPCA-E

O IPCA Especial (IPCA-E) é o valor acumulado trimestralmente do IPCA-15.

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) é um índice que calcula variação de preços de diversos produtos e serviços conforme um critério pré-estabelecido. Quem calcula o INPC é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O INPC tem como objetivo avaliar a varição de preços em produtos cuja seleção visa englobar uma população com renda de 1 a 5 salários mínimos.

É, portanto, um índice que avaliar a inflação para pessoas de renda mais baixa do que o público alvo do IPCA.

Para que serve o INPC?

É um índice que costuma ser utilizado para reajustes salariais.

O INPC também pode ser utilizado como índice de correção inflacionária em ativos como:

  • Fundos de previdência complementar;
  • Debêntures; e
  • CRI.

IGP

O Índice Geral de Preços (IGP) é calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O objetivo desse índice é ser uma medida abrangente do movimento dos preços, avaliando a variação em todo o processo produtivo, isto é, a variação de preços desde o produtor, passando pelo revendedor e chegando no consumidor final.

Para isso, o índice é obtido através de uma média ponderada de três outros índices:

  • Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA): mede a variação de preços no setor atacadista;
  • Índice de Preços ao Consumidor (IPC): mede a variação de preços para famílias com nível de renda entre 1 e 33 salários mínimos; e
  • Índice Nacional de Custo da Construção (INCC): considera a variação de preços para a construção civil nas principais capitais brasileiras.

Para cada período de apuração, o IGP recebe um nome diferente:

  • IGP-DI: do primeiro ao útltimo dia do mês;
  • IGP-10: do dia 11 do mês anterior ao dia 10 do mês de divulgação; e
  • IGP-M: do dia 21 do mês anterior ao dia 20 do mês de divulgação.

As metodologias de cálculo de cada índice e dos índices componentes podem ser encontradas no site da Fundação Getúlio Vargas.

Para que serve o IGP?

O IGP e suas variações foram criados como alternativas aos índices oficiais de inflação.

São utilizados em:

  • Reajuste de contratos;
  • Reajuste de financiamentos; e
  • Reajuste de mensalidades.

No mercado financeiro, o mais comum é econtrar títulos cuja correção inflacionária seja realizada através do IGP-M.

Calculadora do Cidadão

O Banco Central oferece uma ferramenta muito útil para efetuar o cálculo de correção de valores por diversos índices de preços: a calculadora do cidadão.

Você pode acessá-la pelo site do Banco Central.

Última atualização: 2019-08-27