INVE$TINDO

Aprenda a investir de forma simples e rápida!

Análise Técnica

O que é Análise Técnica?

Análise Técnica é uma estratégia de operação na Bolsa de Valores que busca obter lucros através da análise de dados como preço, volume de negociação e outros indicadores estatísticos.

A Análise Técnica contrasta com a Análise Fundamentalista. Enquanto esta procura identificar o valor intrínseco do que está por trás do ativo financeiro — tal como a empresa por trás da ação —, aquela foca apenas no movimento dos preços, dando pouca importância ao resto.

Essa técnica se popularizou à medida que dados históricos de preço, gráficos e outras ferramentas de análise estatística se tornaram de fácil acesso.

Princípios

O princípio fundamental da análise técnica é de que o movimento dos preços dos ativos financeiros no curto prazo está mais ligado à fatores psicológicos de participantes do mercado do que às características fundamentais dos ativos.

Assim, seria possível analisar o comportamente de oferta e demanda dos preços e identificar, por exemplo:

  • Regiões de preço onde o mercado aparenta "considerar o ativo caro" e existe forte pressão vendedora; ou
  • Regiões de preço onde há forte pressão compradora e que, portanto, forma uma resistência a queda dos preços.

Outros princípios que fundamentam a análise técnica são:

  • O mercado considera tudo: todos os fundamentos já estão refletidos no preço;
  • Preços se movem em tendências: o preço de um ativo tende a segiur tendências a maior parte do tempo, ao invés de se mover de maneira aleatória; e
  • A história se repete: a tendência de movimentação dos preços e o comportamento dos participantes se repete ao longo do tempo.

Como funciona a Análise Técnica?

A análise técnica pode ser dividida em duas áreas:

  • Análise Gráfica; e
  • Análise de Indicadores.

Análise Gráfica

A análise gráfica é a análise visual dos gráficos formados pelas informações históricas de preço dos ativos financeiros.

Através dessa análise, o analista busca identificar:

  • Suportes: regiões de preço onde ocorre forte pressão compradora que não permite que os preços continuem caindo;
  • Resistências: regiões de preço onde ocorre forte pressão vendedora que não permite que os preços continuem subindo;
  • Linhas de tendência: tendência de subida ou descida nos preços ao longo do tempo.

Outra técnica bastante utilizada é a análise de padrões gráficos, isto é, desenhos formados nos gráficos que, teoricamente, poderiam prever futuras movimentações nos preços.

Análise de Indicadores

Indicadores são obtidos atavés de cálculos matemáticos que utilizam informações como preço, volume, variação percentual etc.

Para cada indicador, haverá um valor que pode indicar compra ou venda.

Normalmente, os indicadores se dividem nos seguintes grupos:

  • Volume e Momento: analisam o volume de negociação e a tendência de que os preços continuem se movimentando em determinada direção;
  • Osciladores: são indicadores que variam entre dois valores extremos, selecionados pelo analista para indicarem situações de excesso nos preços ; e
  • Médias Móveis: suavizam as variações de curto prazo nos preços e mostram as tendências de médio ou longo prazo.

Análise Gráfica

Figura 1 - Exemplo de análise técnica. Nesse gráfico pode-se observar linha de têndencia (linha tracejada), linhas de suporte e resistência, média móvel (linha roxa) e oscilador RSI (linha laranja na parte inferior). Fonte: tradingview.com.

Críticas

O primeiro ponto a se considerar é que todos os princípios da análise técnica são apenas isso, princípios.

Apesar de alguns especuladores afirmarem obter resultados positivos com esse tipo de estratégia, não há estudos científicos ou fundamentos que comprovem sua eficácia.

Assim, não há garantias de resultados no uso da análise técnica.

Mercados Eficientes

Há muita contrvérsia com relação a hipótese dos mercados eficientes, princípio básico da análise técnica.

Há diversos investidores com bom histórico em conseguir identificar ações que o mercado precificou de forma errada, o que derrubaria a hipótese.

Movimentos Aleatórios

Não foi possível comprovar que o preço de ativos financeiros siga padrões ou tendências identificáveis.

Isso reforça a tese de que, na verdade, os preços se movimentam de forma aleatória e que, portanto, a análise técnica seria, basicamente, pura sorte, obtendo acertos por coincidência e não por que seria possível prever os movimentos dos preços de forma consistente.

Disponibilidade

Historicamente, a análise técnica começou a ser utilizada por investidores mais sagazes que se preocupavam em coletar dados e informações dos preços em um tempo onde essa informações não estavam disponíveis para todos.

Através desses estudos, os investidores obtiam uma certa vantagem sobre os demais participantes, os quais compravam e vendiam ações de maneira aleatória.

Hoje em dia, com a ampla disponibilidade dos dados e a velocidade frenética dos computadores, é extremamente difícil para um investidor conseguir vencer o mercado e encontrar distorções no preço que possam lhe dar lucro no futuro.

Profecia Auto Realizável

Muitos críticos da análise técnica apontam que essa estratégia é uma "profecia auto realizável".

Por exemplo, se muitos investidores considerarem que determinado preço é uma região de suporte para uma ação e colocarem diversas ordens de compra naquele preço, estarão eles mesmos fornecendo a pressão compradora que a análise identificou e, portanto, "construindo" uma região de suporte.

Análise Técnica e o Investidor

A despeito da eficácia ou não da técnica, é preciso considerar que operar baseado no movimento dos preços não é investir, mas sim especular.

O analista técnico faz uma aposta no movimento dos preços, normalmente opera com limites de perdas e ganhos e ignora totalmente os fundamentos.

Mesmo um analista técnico de sucesso terá que um dia investir o dinheiro que ganha com suas operações.

É comum que os investidores iniciantes façam uma mistura de análise fundamentalista com análise técnica na esperança de "comprar barato" ações de boas empresas. Acabam perdendo dinheiro por não fazerem nenhuma das duas de forma correta.

Última atualização: 2019-12-22